terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Harmonia

A vida expressa seu momento são
No almoço de domingo
Encontros cordiais e costumeiros
As senhorinhas trocam
Segredos e receitas
Os compadres contam piadas
Espraguejam no futebol
(seria tão bom se fosse só isso)
Mas a vida é febre
Que rouba os olhares
Das senhorinhas na chegada
Do encanador com suas
Hábeis ferramentas...
E no transitar dourado e brejeiro
Da babá que distrai
O bebe entre os cavalheiros torcedores...
E tudo é tão familiarmente harmonioso
E tão sincero.


Jorge Medeiros

(Esta poesia foi reirada do livro: Bagagem de Mão, do próprio poeta)

3 comentários:

  1. Somente alguém como você que possui tamanha sensibilidade para dar harmoniosamente um novo sinônimo para o cotidiano. Sincera-mente.

    ResponderExcluir
  2. É muito simples.... é natural e quando verdadeiro torna-se mais bonito e encantado.
    E quando vem do coração já vem embrulhado para presente. bjs Jorjão.

    ResponderExcluir